Causas e sintomas do herpes, tratamentos e alimentação adequada para melhorar o herpes labial, herpes genital e herpes Zoster ou cobreiro


domingo, 10 de janeiro de 2016

Frequência do herpes

A ocorrência de herpes é muito frequente. Em alguns países, especialmente com condições sócio-económicas precárias, 90% das pessoas têm anticorpos contra o HSV1, ainda que possam não ter tido sintomas. Um quinto dos adultos terá herpes genital, incluindo na Europa e nos EUA.
O herpes oral, particularmente se causado por HSV1, é uma doença primariamente da infância, transmitida pelo contato direto e pela saliva. O herpes genital é transmitido pela via sexual.
Dentistas e outros profissionais de saúde que lidam com fluidos bucais estão em risco de contrair infecção dolorosas nos dedos devido ao seu contacto com os doentes.

Ciclo e duração de uma surto de herpes

Quando um indivíduo é infectado uma primeira vez com herpes e exibe sintomas activos, a duração do foco primário será a pior e mais dolorosa e pode demorar de 3 a 6 semanas para resolver. Surtos subsequentes serão menos grave, tipicamente com duração de 3 a 14 dias e a frequência vai-se tornar mais e mais distante a cada ataque recorrente.
Um ciclo típico de duração de um surto de herpes pode ter as seguintes características:
- Sintomas prodrómicos de formigueiro leve da pele, prurido, inflamação ou dor que pode manifestar-se depois de 3 a 14 dias após o vírus ser transmitido.
- Sintomas generalizados de febre, dores de cabeça, dores musculares, nódulo linfático na virilha, bem como corrimento vaginal incomum em mulheres também podem aparecer.
- Em seguida, pequenas saliências vermelhas, bolhas lacrimejantes e pequenas lesões com fluido vão começar a formar dentro de uma questão de horas após aparecimento dos sintomas prodrômicos. Estas bolhas aparecerão dentro ou ao redor da boca em indivíduos com herpes oral. Os sintomas da herpes genital vão aparecer ao redor dos genitais, coxas, nádegas ou ao redor do ânus.
- Depois de 24 a 48 horas, as bolhas abrem, escorrendo um liquido claro e leitoso que deixando feridas abertas e úlceras com uma membrana amarelada que se tornam dolorosas ao toque.
- Aproximadamente durante os próximos 10 dias, as úlceras secam e curam sem qualquer tratamento ou cicatrizes. Se alguém estiver passando por um foco primário, o progresso da recuperação pode levar semanas.
- Em geral, a duração de um foco primário será maior em mulheres do que em homens, bem como a frequência de ter ataques recorrentes devido a fatores como a menstruação, alterações hormonais e gravidez que podem "reativar" o vírus.



ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL